Mulheres já são maioria no NUMATS.

Embora a engenharia seja vista como uma carreira para homens, no NUMATS as mulheres são maioria: 53% dos pesquisadores são mulheres. As estatísticas lá fora, no entanto, não encorajam.

A porcentagem de mulheres nas faculdades de engenharia nos Estados Unidos e no Reino Unido é de apenas 20% e 15%, respectivamente. No Brasil, os números melhoram um pouco, atingindo 30%. Na pesquisa científica, no entanto, apenas 20% das bolsistas são mulheres.